Meu amigo Dahmer, de Derf Backderf

Se você se interessa por história, assassinos em série ou qualquer coisa no meio disso, você já ouviu falar de Jeffrey Dahmer. Se não, prepare-se para se sentir um pouco enojado. 

Jeffrey Dahmer foi um assassino em série americano que, entre 1978 e 1991, matou 17 homens e garotos. Seu interesse pela morte começa com experimentos com animais mortos, passando a matar animais, até chegar em seu primeiro assassinato, aos dezoito anos.

Sua história é amplamente conhecida, o adolescente problemático que se torna serial killer. Seu nome foi citado inúmeras vezes em filmes, séries, músicas e livros. Ele foi um dos assassinos mais “renomados” dos Estados Unidos.

A Darkside, inclusive, publicou um outro livro em que Jeffrey Dahmer aparece, “Serial Killers, Anatomia do Mal“.

A graphic novel

Meu Amigo Dahmer é uma graphic novel que conta a história de um Dahmer entrando na adolescência, descobrindo seus gostos, lutando para suprimir seu desejo por matar, lidando com o alcoolismo.

Escrita por Derf Backderf, a obra começou como uma pequena HQ de apenas oito páginas. Se passariam vinte anos até que se tornasse o livro de 285 páginas publicado pela DarkSide (Ah, Darkside, sua linda!).

Enquanto os assassinatos cometidos por Dahmer são amplamente conhecidos, a infância e adolescência dele são um pouco menos. O ponto de vista de Derf, que viveu na mesma cidade e estudou com ele, é esclarecedor e estarrecedor. Além disso, a perspectiva de um amigo dá certa humanidade ao monstro que o mundo veio a conhecer.

Como a maior parte das pessoas, eu sempre tive uma curiosidade mórbida a respeito de crimes assim. Histórias que chocam têm um apelo especial, e tudo nessa obra choca.

Ao ler os quadrinhos de Derf, é possível compreender, ao menos um pouco, o que levou o adolescente estranho e desajeitado a matar.

Afinal, Derf mostra a vida de negligência, indiferença e pouco cuidado que era a de Dahmer, e dos adultos que o cercavam. Além disso, mostra o alcoolismo, as perversões e o comportamento de um rapaz prestes a entrar num caminho sem volta.

Se a história dos crimes de Dahmer é horripilante, a adolescência dele é trágica. A graphic novel é pesada, e aborda bem a complexidade do assassino e como foi viver com ele, numa época em que ningúem poderia imaginar no que Dahmer se tornaria.

O que você acha de histórias assim? Já leu algo parecido? Me conta aqui embaixo! Vamos compartilhar histórias de terror 🙂

Comprar na Amazon

0 Comentários

Deixe o seu →

Deixe uma resposta